Urgências oftalmológicas serão estendidas até 23h no PA

  Dr. Aníbal Mutti   |     Fevereiro 22, 2017   |     Oftalmologia

Nesta época do ano, umas das doenças mais frequentes no Pronto-Socorro é a conjuntivite.

Dados do Departamento de Epidemiologia do H9J mostram que foram registrados 1.056 casos no Pronto-Socorro em 2016. Só em janeiro de 2017, já são 90 os casos atendidos.

Dependendo da causa da conjuntivite, ela pode ser recorrente. Logo, o tratamento adequado demanda o diagnóstico feito por um oftalmologista, já que, se não for tratada adequadamente, pode provocar cicatrizes na superfície ocular e córnea, com perda visual e irritação crônica.

Contágio

A transmissão da conjuntivite acontece por contato direto de pessoa para pessoa ou por meio de objetos contaminados (telefone, teclado, maçaneta, etc.). Ambientes aglomerados de pessoas, piscina, exposição prolongada ao sol, sauna, ar condicionado, e poeira facilitam a propagação da doença.

As causas principais de conjuntivite são infecciosa (viral/bacteriana), alérgica ou irritativa.

Sintomas

Os sintomas costumam ser leves no início, com rápida progressão. Os mais comuns são:

  • Coceira;
  • Ardência;
  • Olhos vermelhos e lacrimejantes;
  • Sensibilidade à luz;
  • Pálpebras inchadas;
  • Sensação de areia ou de ciscos nos olhos;
  • Secreção.

Ampliação do atendimento

Por conta da forte procura em casos de urgências oftalmológicas como a conjuntivite, a partir de fevereiro o horário de atendimento médico-oftalmológico será ampliado no Pronto-Atendimento: Os atendimentos serão realizados das 19h às 23 h.

No horário comercial (período entre 7h e 17h) o atendimento é feito no Centro de Medicina Especializada (CME), nas salas de Oftalmologia do 13º andar.

Além da conjuntivite, são também emergências oftalmológicas comuns no pronto-atendimento:

  • Corpo estranho (cisco) corneo-conjuntival;
  • Dor ocular (úlcera de córnea, terçol);
  • Contusões oculares;
  • Crises de hipertensão ocular e glaucoma;
  • Hemorragias (sangramentos) oculares;
  • Uveítes (inflamações intraoculares);
  • Perda visual aguda (descolamento de retina, tromboses da retina);
  • Inflamações do nervo óptico.

Importante: o atendimento não será para exames de rotina, como acuidade visual, refração (avaliação do grau dos óculos) e checkup.

CME

Além do atendimento de todas as especialidades oftalmológicas, a equipe de oftalmologistas altamente capacitada tem a função de diagnosticar e corrigir os chamados erros de refração, ou seja, receitar tratamentos para miopia, astigmatismo, hipermetropia e presbiopia (vista cansada).

As subespecialidades contempladas no serviço de Oftalmologia do H9J são: córnea e cirurgia refrativa, catarata, glaucoma, plástica ocular e vias lacrimais, estrabismo, retina e vítreo e neuroftalmologia.

Para os tratamentos cirúrgicos, os oftalmologistas especializados nas diversas áreas realizam cirurgias de catarata, retina, plástica ocular, glaucoma, estrabismo e córnea, além de procedimentos a laser para corrigir os vícios de refração.

Equipamentos

O Hospital acaba de adquirir um novo aparelho oftalmológico: o Biômetro Óptico, para realização de exame de biometria óptica. O aparelho faz várias medidas da anatomia ocular por meio de um scanner de laser infravermelho e calcula com precisão a melhor lente intraocular possível para a cirurgia de catarata e outros procedimentos relacionados.

É uma grande aquisição para o nosso serviço, porque possibilita uma altíssima precisão no planejamento das cirurgias intraoculares.

Serviço: o atendimento de emergência será de segunda a sexta das 7h às 23h. Aos sábados até 12 horas no CME e, restante do final de semana, por 24 horas com equipe de retaguarda.

Dr. Aníbal Mutti

Dr. Aníbal Mutti

Dr. Aníbal Mutti é oftalmologista do H9J.

Comentarios

Guia Prático da Saúde da Mulher

Baixe Grátis!
BAIXE O E-BOOK GRÁTIS