Acidentes domésticos: como proteger seus filhos

  Dr. Renato Poggetti   |     Maio 18, 2017   |     Trauma / Ortopedia

Férias de meio de ano são um momento muito aguardado pelas crianças e logo mais elas estão aí.

Com o recesso escolar, elas finalmente terão todo o tempo livre para brincar e se divertir. Mas atenção: enquanto este período significa alívio para os pequenos, para os pais, o trabalho está apenas começando.

E o motivo é simples. Apesar de serem comuns durante todo o ano, acidentes domésticos envolvendo crianças tendem a aumentar muito durante as férias e são, de acordo com dados do Ministério da Saúde, a principal causa de morte de crianças de até nove anos.

Enquanto bebês e crianças menores estão mais sujeitas a envenenamento, intoxicação, asfixia e afogamento, os acidentes que envolvem queda, atropelamento e traumas são comuns a todas as idades.

50% dos casos registrados em atendimento de emergência a crianças foram provocados por quedas.

Emergência

Dados oficiais do SUS apontam que 50% dos casos registrados em atendimento de emergência a crianças foram provocados por quedas; a maioria deles, 69%, causados dentro de casa. Sempre digo que as estatísticas poderiam ser menores com medidas simples de segurança. Aqui vão algumas orientações que podem tornar as férias ainda mais seguras e tranquilas:

  1. Não permita brincadeiras em escadas e lajes;
  2. Instale tela de segurança em janelas (inclusive de sobrados);
  3. Mantenha móveis e cadeiras longe de janelas;
  4. Proteja quinas de móveis;
  5. Use tapetes antiderrapantes;
  6. Mantenha grades de proteção em escadas e beliches;
  7. Vista seu filho com equipamento de segurança ao andar de bicicleta, patins ou skate;
  8. Não o deixe brincar na rua sem supervisão, sob o risco de atropelamentos;
  9. Transporte sempre seus filhos no banco de trás, com o cinto de segurança, e use um assento adequado para bebês.

Mesmo com todas as precauções, alguns acidentes podem acontecer. Nesses casos, o ideal é levar a criança a um serviço de emergência para avaliação, mesmo que não haja sintomas aparentes de lesões graves.

Dr. Renato Poggetti

Dr. Renato Poggetti

Dr. Renato Poggetti é especialista em trauma do Hospital 9 de Julho

Comentarios

Guia Prático da Saúde da Mulher

Baixe Grátis!
BAIXE O E-BOOK GRÁTIS