Ter amigos afasta doenças e te faz viver mais

  Dr. Marcelo Levites   |     Julho 18, 2014   |     Longevidade

Ter amigos afasta doenças e te faz viver mais

Ao lembrar dos amigos, lembramos dos melhores momentos que vivemos e percebemos a diferença que fazem em nossa vida. E fazem mesmo. É cientificamente comprovado que a sociabilidade nos faz viver melhor e por mais tempo.

Vários estudos já foram realizados ao longo dos anos, em diversas universidades do mundo, para investigar a influência dos amigos na saúde de nossa mente e corpo. E as conclusões são muito positivas.

Mente sã

Na área da psicologia, estudos apontam que cultivar um círculo de amigos é uma forma eficaz de manter a depressão afastada em qualquer fase da vida. A baixa autoestima, a ansiedade e o estresse também são combatidos pela presença de um amigo fiel por perto, colaborando para nos deixar mais otimistas e maduros.

Quando nos afastamos geograficamente da família, seja para estudar ou trabalhar em outra cidade ou país, a formação de novos vínculos é essencial para mantermos o equilíbrio mental.

Outra pesquisa realizada com dois mil idosos, pela Universidade VU, em Amsterdã, apontou uma relação direta entre o sentimento de solidão e o desenvolvimento de doenças degenerativas como o mal de Alzheimer. O estudo concluiu que aqueles com mais laços de amizade eram menos expostos a esse risco.

Corpo são

Livres da depressão, temos uma tendência a adotar um estilo de vida mais saudável – com dieta equilibrada e atividades físicas regulares – o que impacta positivamente na saúde de nosso corpo, ou seja, as amizades podem proteger contra o sedentarismo e a obesidade.

Mas os benefícios de uma amizade não param por aí. Um estudo da Universidade de Columbia, nos EUA, conduzido ao longo de 10 anos concluiu que as emoções positivas geradas pelos vínculos afetivos são responsáveis por reduzir em até 22% o risco de desenvolvermos doenças cardíacas. Esses mesmos sentimentos são capazes de induzir o organismo a melhorar o sistema imunológico, mantendo diversas doenças afastadas.

Os objetos de estudo das pesquisas podem ser diferentes, mas há um ponto em comum entre todos: o impacto positivo das amizades na longevidade.

Dr. Marcelo Levites, médico de Família e coordenador do Programa Longevidade, do Hospital 9 de Julho.

Dr. Marcelo Levites

Dr. Marcelo Levites

Marcelo Levites é clínico geral e coordenador do programa de longevidade do Hospital 9 de Julho.

Comentarios

Guia Prático da Saúde da Mulher

Baixe Grátis!
BAIXE O E-BOOK GRÁTIS