Ereção prolongada é um problema?

  Dr. Arnaldo Cividanes   |     Novembro 14, 2013   |     Urologia

Príapo, o Deus grego da fertilidade, representado por um homem com um pênis muito grande e ereto, inspirou o nome de uma doença que pode acometer homens em todas as faixas etárias, mas principalmente a partir dos 40 anos, o Priapismo. Trata-se de uma ereção persistente e que é acompanhada de dor local, com causas variadas.O priapismo é uma emergência urológica. Se, após a relação sexual, o pênis permanecer ereto por mais de duas horas, é preciso procurar avaliação especializada rapidamente.

Segundo o médico, a ereção de longa duração pode causar fibrose (cicatriz) dos corpos cavernosos, a parte interna do pênis, o que exige um diagnóstico e tratamento imediatos para reativar a circulação do órgão, permitindo a recuperação dos tecidos.

Diversos fatores podem levar ao problema, como a má circulação arterial ou venosa, doenças como Leucemia, Talassemia, além de fratura peniana e traumas na medula espinhal.

O uso de medicamentos para manter a ereção, como os injetados diretamente no pênis, podem predispor o homem à disfunção, que é grave e pode levar à impotência se não tratada a tempo.

O tratamento varia conforme a causa, mas pode ser necessária punção, cateterismo ou cirurgia para remover o sangue coagulado, recuperando a circulação.

Dr. Arnaldo Cividanes

Dr. Arnaldo Cividanes é urologista do Núcleo de Urologia do Hospital 9 de Julho.

Comentarios

Guia Prático da Saúde da Mulher

Baixe Grátis!
BAIXE O E-BOOK GRÁTIS