O que é pancreatite aguda?

  Dr. José Luiz Capalbo   |     Maio 19, 2017   |     Gastroenterologia

A pancreatite aguda é uma resposta inflamatória do pâncreas – glândula situada atrás do estômago que segrega o suco pancreático, além da insulina e do glucagon - a um conjunto possível de situações.

Este é um quadro em geral repentino que requer tratamento hospitalar e, em grande parte dos casos, pode levar a uma internação em ambiente de UTI.

Trata-se ainda de uma doença completamente distinta da pancreatite crônica, da qual falaremos na semana que vem.

Causas

Entre as causas possíveis, a mais comum é a obstrução de cálculos nas vesículas ou na via biliar. Essa obstrução aumenta a pressão no pâncreas, levando as enzimas produzidas a extravasarem o interior do órgão, causando, assim, sintomas como dor, náusea e vômito.

A pancreatite aguda pode variar desde quadros de inflamação leve, edematosa (com um acúmulo anormal de líquidos nos tecidos), até situações com complicações necro-hemorrágicas com alto risco de morte.

Há também quadros em que a pancreatite aguda é causada por uma reação medicamentosa. Uma dessas substâncias é a liraglutida.

Originalmente receitada para pacientes com diabetes, a liraglutida tem sido utilizada – de forma inadequada – por pessoas que não têm a doença mas desejam perder peso. A prática pode causar complicações no pâncreas.

Causas como a dislipidemia , desequilíbrio nos níveis de lipídios (moléculas gordurosas) e ainda a ingestão de comida e bebida em excesso também são observadas pela comunidade médica.

Sintomas

Embora os sintomas possam variar de pessoa para pessoa, o mais comum é a dor constante na parte superior do abdômen que piora com o passar dos dias. Náusea, vômito, sensibilidade à alimentação também podem se manifestar.

Tratamento

Não existe remédio ou cirurgia especifica para a pancreatite. Por isso, busca-se tratar as causas. No caso da pancreatite gerada por cálculos, a recomendação é a cirurgia da vesícula seguida de repouso e novos hábitos alimentares. Além disso, são importantes tanto o acompanhamento médico quanto o tratamento das complicações colaterais.

A pancreatite aguda pode levar a pessoa a se tornar dependente de uso de insulina já que pode haver comprometimento total ou parcial do pâncreas. Mais um motivo, portanto, para se adotar hábitos saudáveis e manter as consultas médicas em dia.

Prevenção

A prevenção possível é a mesma necessária para evitar cálculos biliares: alimentação balanceada, ingestão de líquidos e acompanhamento médico.

Se você sente dor abdominal persistente com desconforto em qualquer posição, marque uma consulta com seu médico.

Lembre-se de anotar seus sintomas e descrevê-los em detalhes. Não tenha vergonha de relatar seu quadro. Isso ajuda o médico a investigar e confirmar com mais precisão e rapidez o diagnóstico.

Guia da Vida Saudável sem Estresse

Dr. José Luiz Capalbo

Dr. José Luiz Capalbo

Dr. José Luiz Capalbo é Coordenador do Centro de Gastroenterologia do H9J.

Comentarios

Guia Prático da Saúde da Mulher

Baixe Grátis!
BAIXE O E-BOOK GRÁTIS