O que é morte súbita?

  Dr. Ricardo Nahas   |     Março 26, 2018   |     Cardiologia / Medicina do Esporte

A difícil relação entre seres humanos e a morte é algo abordado há milhares de anos. Todas as religiões e culturas possuem sua interpretação ou explicação para o fim da vida. Mesmo com os avanços da Medicina e da tecnologia, essa questão ainda é muito ligada ao sobrenatural, ao inexplicável e ao destino de cada um de nós.

Com certeza, um dos fenômenos que mais aterrorizam as pessoas é aquilo que chamamos de morte súbita. O fato de alguém aparentemente saudável sentir um mal intenso o suficiente para levar a óbito espanta muita gente e intriga médicos e pesquisadores.

Para explicar um pouco sobre o que pode causar isso, reunimos algumas informações fundamentais. Veja abaixo!

O que é considerado uma morte súbita?

Não existe uma definição exata para morte súbita. Enquanto alguns consideram apenas os óbitos repentinos causados por problemas de saúde, como um infarto ou derrame cerebral, existem estudiosos que contemplam, nesse conceito, qualquer interrupção não natural do ciclo da vida, algo que tenha sido forçado por algum agente externo – doença, substâncias (como um veneno) ou uma violência corporal (um tiro ou um acidente de carro).

Nesse texto, nosso foco é no primeiro grupo.

Geralmente, as mortes súbitas ocorrem nas primeiras horas do dia. Também são aquelas que acontecem até 24 horas após o surgimento de um sintoma. As causas mais comuns são:

  • infarto fulminante do coração;
  • ruptura de aneurisma;
  • arritmia cardíaca maligna;
  • acidente vascular cerebral (AVC).

Qualquer pessoa pode morrer subitamente?

Sim, qualquer ser humano pode ser alvo de uma morte súbita. Porém, não se preocupe, não se trata de um evento aleatório! Na maioria dos casos, as vítimas possuem um histórico de problemas de saúde (já diagnosticados ou não).

Por essa razão, é mais frequente a ocorrência de morte súbita em grupos de risco, como idosos, homens e mulheres com mais de 40 anos que mantenham hábitos como sedentarismo, alimentação desbalanceada, sobrepeso, tabagismo e consumo excessivo de álcool ou que tenham histórico familiar de doenças cardíacas e diabetes.

Por que atletas podem morrer subitamente?

Atletas, principalmente os profissionais, são encarados como verdadeiros “vendedores de saúde”. No entanto, nem sempre o esforço realizado por eles é benéfico para o corpo.

Desde o falecimento do jogador de futebol camaronês Marc-Vivien Foé durante uma partida da Copa das Confederações em 2003, o tema da morte súbita em esportistas ganhou mais força, especialmente pelo impacto visual do acontecido (o jogo era transmitido ao vivo).

Apesar de os atletas, em teoria, cuidarem muito bem de seus corpos, eles são seres humanos como todos nós e também estão suscetíveis a problemas de saúde hereditários ou ao surgimento de doenças repentinas.

Uma rotina intensa de exercícios e, em algumas situações, o uso de substâncias para alterar o metabolismo fazem com que o organismo, principalmente o coração, seja sobrecarregado. A maioria das mortes súbitas em esportistas acontece por conta de distúrbios cardíacos. Porém, felizmente, boa parte dos males que podem causar essa tragédia podem ser identificados em exames periódicos.

Mas, atenção, não é preciso entrar em pânico achando que pode sofrer uma morte súbita, ela é muito rara de acontecer. Para se manter seguro, valem as velhas recomendações: não descuide da saúde, faça exercícios físicos regularmente, alimente-se corretamente e evite o álcool, as drogas e o cigarro. Além disso, faça um acompanhamento médico regularmente.

Guia Prático da Saúde da Mulher

Dr. Ricardo Nahas

Dr. Ricardo Nahas

Dr. Ricardo Nahas é coordenador do Centro do Medicina do Exercício e do Esporte do Hospital 9 de Julho.

Comentarios

Guia Prático da Saúde da Mulher

Baixe Grátis!
BAIXE O E-BOOK GRÁTIS