Higiene íntima: cuidados ao escolher o melhor sabonete

  Dra. Barbara Murayama   |     Janeiro 10, 2017   |     Clínica da Mulher

É comum que muitas mulheres se sintam pressionadas a acreditar que seus corpos somente estarão limpos se utilizarem toda uma gama de produtos de higiene íntima.

A verdade é que autoconhecimento e cuidados básicos de higiene são mais do que suficientes para garantir a sua saúde e bem-estar.

Acredite, seu corpo já conta com defesas naturais bastante eficientes para seus órgãos sexuais.

Flora em harmonia

A flora bacteriana da vagina age naturalmente para manter a harmonia do ambiente onde vive. A oleosidade e umidade naturais que ela produz mantêm equilibrada a acidez da região íntima, o que confere uma proteção natural contra infecções.

A lavagem excessiva e o uso frequente de produtos como sabonetes e loções desgastam esta barreira protetora e deixa você mais vulnerável a infecções que causam dor e desconforto. Evite ao máximo limpar dentro da vagina.

Água e sabonete neutro

Na área externa da vagina, a vulva, basta usar água em temperatura fria ou morna e sabonete próprio para a região ou um sabonete comum preferencialmente líquido, com pouco perfume e sem cor (branco ou transparente).

Após ir ao banheiro, limpe-se sempre de frente para trás para evitar que micro-organismos da região anal se misturem à flora vaginal.

Guarde o sabonete com essências e outros ingredientes como microesferas esfoliantes para outros usos.

Odor

As mulheres têm, cada uma, seu próprio cheiro natural. Desodorantes, lenços e perfumes encobrem o cheiro, mas não o eliminam. Este odor geralmente não é detectável através de suas roupas.

Se você considera que tem um odor anormalmente forte ou suspeito, é mais provável que isto seja um sinal de que você tem uma infecção bacteriana, infecção urinária ou cistite. Se este for o caso, agende uma visita ao seu médico e tire a dúvida.

Perfumes genitais, hidratantes, lenços umedecidos devem ser evitados.

Perfumes genitais, hidratantes, lenços umedecidos devem ser evitados. O mesmo para absorventes diários que mantêm a região quente e úmida, aumentando o risco de infecções.

Cuidado com a higienização de roupas íntimas 

A higienização de roupas íntimas sempre foi um assunto que gerou dúvidas entre as mulheres. Afinal, podemos ou não lavar a calcinha no banho? Clique para saber mais.

Se sua secreção está aumentada, agende uma consulta para avaliação.

Guia Prático da Saúde da Mulher

Dra. Barbara Murayama

Dra. Barbara Murayama

Dra. Barbara Murayama é ginecologista e coordenadora da Clínica da Mulher do Hospital 9 de Julho.

Comentarios

Guia Prático da Saúde da Mulher

Baixe Grátis!
BAIXE O E-BOOK GRÁTIS