Dores musculares sem motivo aparente? Consulte um médico

  Dr. Claudio Correa   |     Agosto 23, 2017

Você vem sentindo dores intensas em grande parte do corpo há mais de três meses? Às vezes, as dores aparecem como queimação ou formigamento? Se a sua resposta foi positiva, pode ser que esteja com fibromialgia.

A fibromialgia é uma síndrome dolorosa crônica caracterizada por dor generalizada músculo-esquelética. Embora ainda seja de origem controversa, provavelmente decorre de uma deficiência no funcionamento do sistema nervoso, especialmente em relação à regulação da supressão dos estímulos dolorosos.

Mulheres são as principais vítimas

Se você convive com alguém que costuma reclamar muito de dores fortes no corpo, cansaço frequente, dificuldade para dormir e rigidez nos músculos, saiba que isso não é “frescura” – como muitos costumam pensar.

Estima-se que cerca de 2% a 4% da população sofra com a fibromialgia. Na maioria dos casos, as vítimas são mulheres com idade entre 30 e 50 anos.

O que provoca a fibromialgia?

Embora não se conheça com exatidão, alguns fatores podem estar relacionados com o surgimento dessa enfermidade:

  • doenças graves 
  • traumas emocionais ou físicos 
  • mudanças hormonais. 
  • infecção (um episódio de gripe, por exemplo)

Como resolver o problema?

Embora não tenha cura, a fibromialgia pode ser tratada para que os sintomas sejam amenizados e a pessoa consiga manter um ritmo de vida normal, com qualidade de vida satisfatória.

O ideal é buscar uma instituição de saúde que tenha um Centro de tratamento da Dor e que considere o tratamento multidisciplinar e multiprofissional, ou seja, envolvendo vários profissionais de saúde, especialmente reumatologistas, neurologistas, fisiatras, ortopedistas, psiquiatras, psicólogos, fisioterapeutas, acupunturistas e enfermeiros.

Com o apoio desses profissionais, além de medicamentos, podem ser indicadas terapias nas áreas de medicina física (acupuntura, massagens, fisioterapia, hidroterapia, hidroginástica, RPG, pilates, quiropraxia, etc.) e saúde mental (psiquiatria e psicologia). 

Diagnóstico mais preciso

Embora não exista um exame que faça um diagnóstico preciso, um exame complementar chamado Termometria Cutânea ou Termografia Infravermelha pode ser solicitado pelo médico. Com este método de diagnóstico por imagem é possível encontrar indícios da síndrome fibromiálgica.

Não deixe a dor dominar seu dia a dia. Converse com seu médico e busque apoio para ter mais qualidade de vida.

Dr. Claudio Correa

Dr. Claudio Corrêa é coordenador do Centro de Dor e Neurocirurgia Funcional do Hospital 9 de Julho.

Comentarios

Guia Prático da Saúde da Mulher

Baixe Grátis!
BAIXE O E-BOOK GRÁTIS