Entenda a diferença entre os tipos de colite

  Dr. José Luiz Capalbo   |     Maio 24, 2017   |     Gastroenterologia

Por definição, colite é a inflamação do Cólon. Mas hoje em dia o termo é associado a diversas etiologias e causas. Cada uma delas é uma patologia diferente, com indicações distintas.

Em uma definição ampla, a colite é uma inflamação intestinal que causa ocorrências como a alternância entre diarreia e prisão de ventre. Entre os diversos tipos da enfermidade podem estar a colite ulcerosa, idiopática, isquêmica, amebiana e até a associada ao HIV; e ainda existem outras. Abaixo falamos sobre algumas das mais comuns.

Alguns tipos de colite

Retocolite ulcerativa: pode ser grave e estar associada ao câncer colorretal. Manifesta-se na forma de ulcerações que podem se concentrar em uma determinada parte do cólon ou atingir toda a mucosa do órgão. Exige tratamento medicamentoso e obriga o indivíduo a fazer um acompanhamento criterioso e constante, devido ao risco de câncer.

Isquêmica: este tipo decorre da fata de irrigação sanguínea pontual. Leva a mucosa a apresentar palidez e, com a interrupção de irrigação sanguínea, causa lesões no cólon. Acomete normalmente quem tem doença arteriosclerótica e é mais comum em idosos. O tratamento consiste somente no controle e alívio de sintomas.

Pseudomembranosa: este tipo de colite é causado por uma bactéria oportunista que aparece após o uso prolongado de antibióticos, prática que pode matar a flora intestinal. Com isso, germes patogênicos podem aparecer, incluindo o Clostridium difficile, que pode levar à colite. O tratamento se faz por meio de antibiótico especifico para combater o Clostridium e, posteriormente, com a reposição da flora.

Sintomas e Diagnóstico

Com uma variada gama de etiologias, o tratamento bem-sucedido da colite depende de um correto diagnóstico que busque isolar a causa correta e evitar a confusão com doenças como a Síndrome do Intestino Irritável.

Entre os sintomas comuns estão:

Tratamento

A indicação de medicamentos e suplementos será feita após a identificação correta da colite. Mas algumas recomendações para auxiliar o tratamento são evitar o consumo de alimentos crus e mastigar muito bem os alimentos.

É muito importante também aumentar a flora bacteriana comendo uma maior quantidade de alimentos probióticos como iogurtes e os leites fermentados, por exemplo.

Mas lembre-se: a indicação correta do tratamento é feita apenas pelo médico após diagnóstico.Guia da Vida Saudável sem Estresse

Dr. José Luiz Capalbo

Dr. José Luiz Capalbo

Dr. José Luiz Capalbo é Coordenador do Centro de Gastroenterologia do H9J.

Comentarios

Guia Prático da Saúde da Mulher

Baixe Grátis!
BAIXE O E-BOOK GRÁTIS