Orientação nutricional - Diabetes tipo 2

  Hospital 9 de Julho   |     Agosto 12, 2011   |     Endocrinologia / Alimentação

O diabetes tipo 2 é o tipo mais comum de diabetes. Ele afeta quase 90% das pessoas que têm a doença e ocorre quando o nível de glicose (açúcar) no sangue fica muito alto.

A maioria das pessoas que têm diabetes tipo 2 têm mais de 40 anos, possuem sobrepeso e estão fora de forma. O controle do peso pode melhorar os níveis de glicose no sangue, para isso:

Substitua o açúcar por adoçantes como ciclamato, sacarina, aspartame, stévia, acessulfame-K.

Consuma apenas um tipo de carboidrato por refeição. Os carboidratos são os alimentos que se transformam em glicose com maior facilidade. Eles devem sim fazer parte da alimentação, porém, na quantidade adequada.

Alguns alimentos ricos em carboidratos são: arroz, pães, trigo, milho, massas, aveia, cereais, tubérculos (batatas, mandioca, mandioquinha etc) e os açúcares (mel, frutose proveniente das frutas, doces etc).

Alguns alimentos permitidos são:

- queijo minas/ricota/requeijão light,

- leites e derivados,

- frutas e sucos coados dessas frutas (dentro do que foi recomendado pelo médico),

- carnes bovinas, frango e peixe. Sem pele e sem gordura (cozida, grelhada ou assada),

- Ovo pochê ou cozido (no máximo 1 ou 2 ovos por semana),

- Legumes bem cozidos,

- Verduras cozidas ou refogadas,

- Alimentos integrais (pães, torradas e biscoito),

- Arroz e macarrão bem cozidos (dentro das quantidades recomendadas - de preferência para os integrais),

- Caldo de feijão, ervilha, lentilha, grão de bico,

- Alimentos dietéticos e adoçantes artificiais.

Alguns alimentos que devem ser evitados são:

- Embutidos (salsicha, linguiça, bacon, canha e frios),

- Condimentos fortes e picantes (molhos prontos, catchup, mostarda, molho inglês, shoyo, maionese, caldos de carne e galinha - inclusive os tabletes concentrados etc),

- Enlatados (extrato de tomate, ervilha, milho, picles),

- Doces em geral,

- Açúcar (mascavo, cristal ou refinado)

- Mel, geléia,

- Carnes gordas,

- Frutas oleaginosas em excesso (nozes, coco, amendoim, castanha), frutas secas e cristalizadas,

- Frituras em geral,

- Bebidas alcoólicas, gaseificadas, refrigerante, sucos concentrados.

Lembre-se de que as dietas são individualizadas, por isso procure seu médico para que juntos vocês escolham qual a mais adequada para você.

Siga essas orientações. Dessa forma é possível viver bem com o diabetes 2.

Comentarios

Guia Prático da Saúde da Mulher

Baixe Grátis!
BAIXE O E-BOOK GRÁTIS