Como funciona o fluxo de atendimento no Pronto-Socorro?

  Hospital 9 de Julho   |     Setembro 20, 2016   |     Por Dentro do 9

Muitas pessoas têm dúvidas sobre como é feito o atendimento no pronto-socorro, especialmente no modo como é feita a triagem e como é definida a ordem de atendimento. Outra dúvida muito comum é quando procurar o Pronto-Socorro ou Pronto Atendimento. Abaixo, esclarecemos essas dúvidas.

Triagem

Todos os pacientes, ao chegarem ao Pronto-Socorro são encaminhados para a Triagem, onde são avaliados por um profissional capacitado em qualificar o risco e gravidade de cada caso. Essa etapa tem o objetivo de identificar sinais e sintomas que indicam a urgência no atendimento médico, por isso é sempre realizada no instante em que o paciente chega ao Pronto-Socorro.

Ordem de Atendimento

Para garantir a prioridade de atendimento aos pacientes com risco à vida, adotamos uma metodologia internacional para classificação de risco por meio do uso de pulseiras coloridas. Entenda o significado da cor de cada pulseira. É com base nela que você será atendido:

H9J_Julho_Q2_06_semboard.png


Exames

Durante a consulta o médico pode solicitar algum exame como apoio ao diagnóstico, para então definir o tratamento. Cada tipo de exame precisa de um tempo para ser realizado, avaliado e concluído.

Por isso, em caso de dúvidas, é recomendado se informar com a equipe sobre o tempo específico do seu exame. Ao receber alta, os pacientes devem solicitar os exames realizados ou se informar sobre como retirá-los depois.

Acompanhantes

A permanência de acompanhantes nas salas de observação (adulto e infantil) e na sala de medicação é permitida apenas para pacientes menores de 15 anos e maiores de 60 anos de idade. Alguns casos podem ser considerados exceções e serão avaliados e tratados pela equipe assistencial presente.

Pronto Socorro X Pronto Atendimento

O Pronto Socorro do hospital se destina ao atendimento a pacientes em estado de urgência ou emergência, com risco eminente de morte. Dessa forma, pessoas acidentadas, com suspeita de infarto, derrames, apendicite, pneumonia, fraturas, entre outras complicações, devem buscar atendimento ou ser encaminhadas ao PS.

Já o Pronto Atendimento é destinado ao atendimento de ocorrências de baixa e média complexidade que não envolvam risco de morte ou de lesões irreversíveis. Assim, pessoas com mal-estar, dores, febre ou gripe devem ser atendidas no PA. Além dos atendimentos e consultas, procedimentos como curativos, aplicação de injeções e inalação são realizadas no PA.

Comentarios

Guia Prático da Saúde da Mulher

Baixe Grátis!
BAIXE O E-BOOK GRÁTIS