Câncer: é possível prevenir?

  Dr. Renato Santos   |     Abril 13, 2017   |     Oncologia

Certamente a cura do câncer será uma das notícias mais lidas no mundo, quando isso acontecer, claro. Até lá, seguiremos tentando desviar dele ao longo da vida.

Para isso, porém, não adianta seguir uma rotina descuidada. Como veremos, um bom acompanhamento médico e a escolha por hábitos saudáveis podem evitar o aparecimento de alguns tipos de câncer.

Classificamos a prevenção como primária e secundária.

  • Primária: quando você sabe que teve histórico familiar e procura um médico para definir quais ações tem que ter ao longo da vida para evitar que a doença se manifeste. Em alguns casos, avalia-se a necessidade de intervenções, como a retirada de uma pinta suspeita ou mamas em casos como o da atriz Angelina Jolie.
  • Secundária: quando o câncer é diagnosticado precocemente, algo mais comum em pessoas que também fazem acompanhamento médico periódico.

Os casos com maior benefício da prevenção são os cânceres do colo uterino, mama, pele e intestino. Isso porque quando é feito o diagnóstico, a intervenção terapêutica muda a história natural da doença, ou seja, há uma maior chance de cura.

O diagnóstico precoce favorece a boa evolução para a maioria dos cânceres.

Os médicos falam ainda de um outro tipo de prevenção, a terciária, em que são evitadas as sequelas naturais do tratamento do câncer, quando já instalado, como inchaço e doenças de pele, ou restrição de movimentos.

Na dúvida, mas, principalmente, se tiver casos de câncer na família, o ideal é procurar um especialista para saber se é preciso fazer acompanhamento e mudar algumas atitudes de vida. O onco check-up se baseia na idade, sexo, antecedentes pessoais e familiares e, certamente, salva vidas. Afinal, prevenir é melhor do que remediar.

Dr. Renato Santos

Dr. Renato Santos é oncologista do Hospital 9 de Julho.

Comentarios

Guia Prático da Saúde da Mulher

Baixe Grátis!
BAIXE O E-BOOK GRÁTIS