Câncer de próstata: benefícios da robótica

  Dr. Edgard Romanato   |     Novembro 17, 2016   |     Oncologia

Como dissemos em um dos posts anteriores, o câncer de próstata é o segundo tipo mais comum e letal entre os homens – 61.200 novos casos são esperados para este ano –, por isso merece ser acompanhado de perto, especialmente a partir dos 40 anos, ou mesmo antes se houver histórico familiar.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito após a retirada de fragmentos da próstata por meio de biópsia transretal guiada por ultrassonografia.

Esse procedimento é indicado quando existem alterações na dosagem do PSA (proteína específica da próstata medida no sangue) ou alterações no exame de toque retal ou na ultrassonografia, ou na combinação desses exames. 

Tratamento

A detecção de um tumor hoje em dia não é uma sentença de morte, especialmente quando feito precocemente, quando há chance de 90% de cura.

Além disso, os tratamentos têm se modernizado a cada ano, reduzindo efeitos colaterais. Um dos tratamentos mais modernos para o câncer de próstata é a cirurgia robótica.

Robótica

O tratamento cirúrgico hoje pode ser realizado com o auxílio de um robô, tornando a cirurgia minimamente invasiva. Utilizado por poucos centros no país, o procedimento é feito com o apoio de um console, por onde o médico opera com grande precisão os braços mecânicos do equipamento.

Na ponta destes braços estão em contato com o paciente instrumentos cirúrgicos de alta precisão, além de câmera que capta imagens em três dimensões.

Em relação à cirurgia aberta, a robótica tem grande precisão, reduzindo a possibilidade de complicações operatórias.

Benefícios da robótica

Por realizar as incisões com pequenos furos, sem precisar da abertura do abdome do paciente, a cirurgia robótica tem outros benefícios como a diminuição do tempo de recuperação (de 15 para sete dias, em média), menor risco de sangramento, menos dor e ainda menor tempo de utilização de sonda na uretra.

Os efeitos colaterais também diminuem: com essa cirurgia, os pacientes têm 5% menos chance de ter problemas de incontinência urinária, além de menos risco de disfunção erétil.

Prevenção

É preciso enterrar de vez o preconceito masculino em relação ao acompanhamento médico urológico. Claro que há tecnologia de ponta para o tratamento do câncer, mas,  o diagnóstico precoce aumenta muito a chance de cura, uma vez que não existe como evitar o aparecimento da doença

Dr. Edgard Romanato

Dr. Edgard Romanato é urologista do Hospital 9 de Julho.

Comentarios

Guia Prático da Saúde da Mulher

Baixe Grátis!
BAIXE O E-BOOK GRÁTIS