9 dicas para viver mais e melhor

  Dr. Marcelo Levites   |     Julho 26, 2016   |     Longevidade

Hoje comemoramos em todo o Brasil o Dia dos Avós. Uma data pensada para homenagear aqueles que tanto fizeram por nós e pelos quais temos um imenso carinho. Quem diz que ser avô é ser pai duas vezes tem toda a razão, afinal anos de conhecimento e sabedoria são um tesouro de valor inestimável.

Para comemorar esse dia, trazemos 9 dicas para que todos vivam mais e melhor. E quando dizemos todos, são todos mesmo, afinal, para ter uma terceira idade saudável, é preciso se preparar desde já. 

Veja abaixo como algumas medidas simples podem acrescentar muitos anos à sua vida e o melhor: muita vida aos seus anos.

Alimente-se bem

Uma alimentação saudável não precisa – nem deve – ser ruim ou sem sabor. Pelo contrário: quanto mais saborosa, quanto maior a variedade de alimentos consumimos, mais nutrientes oferecemos ao nosso organismo. Mas é preciso moderação e equilíbrio, nada de exagero. Uma boa dica para viver mais é incluir alimentos que tenham propriedade antioxidante em sua alimentação (como frutas vermelhas e cítricas, uvas e até mesmo vinho tinto). Para os que comem carne, uma boa dica é privilegiar peixes, que são ricos em ômega-3.

diadosavos.png

Durma bem

Dormir bem não é o mesmo que dormir muito. O sono de qualidade tem efeito reparador e é sinônimo de uma boa memória. Além disso, é essencial para evitar problemas como obesidade, depressão, ansiedade e estresse, todos inimigos de uma vida longa. Confira 9 dicas para um sono adequado.

Hidrate-se

A água é essencial para o bom funcionamento de todos os órgãos do corpo e é uma forma simples de aumentar a qualidade de vida no dia a dia. Condicione-se a ingerir em média 2 litros por dia.

Pare de fumar

O cigarro é responsável por 30% das mortes causadas por diversos tipos de câncer, o principal deles o de pulmão: fumantes têm 15 vezes mais chance de morrer desse tipo de câncer que os não fumantes. O tabagismo é responsável ainda por 85% das mortes por doença pulmonar crônica e 25% das mortes resultantes de doença coronariana (angina e infarto) e AVC. Confira 9 dicas para parar de fumar e viver mais e melhor.

Pratique atividades físicas

Combater o sedentarismo é essencial para ter mais qualidade de vida e manter diversas doenças afastadas. Ao combatermos a obesidade, estamos prevenindo doenças como hipertensão, diabetes e até mesmo câncer. Praticar atividades aeróbicas como caminhada ou ciclismo três vezes por semana por 30 minutos é uma boa forma de começar a ser mais ativo fisicamente. Além dos efeitos de longo prazo, as atividades físicas liberam serotonina, o hormônio responsável pelo bem-estar.

Pessoas que mantêm laços de amizade ao longo da vida têm menos depressão, menos estresse e vivem mais.

Pratique atividades mentais

Não basta apenas exercitar o corpo, é preciso estimular também a mente. Atividades como leitura ou jogos como dama, xadrez e palavras cruzadas ajudam a manter o cérebro ativo, inclusive afastando doenças como o Mal de Alzheimer. Além disso, aprender coisas novas e novas formas de realizar tarefas do dia a dia estimulam a regeneração celular e a rapidez nas sinapses neuronais.

Mantenha-se ativo

Quando somos jovens temos uma vida muito ativa: trabalhamos, cuidamos da casa, dos filhos, viajamos e temos os nossos hobbies. Entretanto algumas pessoas abandonam essas atividades com a chegada da velhice. O que é um erro. Manter-se ativo durante a juventude é essencial para aumentar a qualidade de vida. A terceira idade é o momento de aproveitar para colher o que foi plantado durante toda a vida, viajando, participando de atividades sociais ou até mesmo trabalhando.

Cultive amizades

Pessoas que mantêm laços de amizade ao longo da vida têm menos depressão, menos estresse e, de acordo com um estudo feito pela Brigham Young University, nos EUA, vivem mais que pessoas que passam um longo período isoladas. Além disso, as amizades ajudam a superar doenças.

Faça check-ups periódicos

Visitar o médico apenas quando você está se sentindo mal é um hábito que deve ser evitado, independentemente da idade. A realização consultas periódicas e eventuais check-ups – cujos exames variam de acordo com sexo e idade – são essenciais para garantir a boa saúde em todas as etapas da vida. Além disso, como algumas doenças são silenciosas e não apresentam sintomas, a detecção precoce é fundamental para aumentar as chances de cura e facilitar o tratamento. Por falar nisso, quando foi a última vez que você foi ao médico?

 

Guia da Vida Saudável sem Estresse

Dr. Marcelo Levites

Dr. Marcelo Levites

Marcelo Levites é clínico geral e coordenador do programa de longevidade do Hospital 9 de Julho.

Comentarios

Guia Prático da Saúde da Mulher

Baixe Grátis!
BAIXE O E-BOOK GRÁTIS